terça-feira, 30 de setembro de 2014

8 Inventores que foram tragicamente mortos por suas próprias invenções


Dizem que invenções são como filhos. Mas se essas invenções aqui fossem realmente filhos, seriam daqueles bem ingratos.
A seguir, confira 8 bizarras histórias de inventores que foram, digamos, traídos pelos trabalhos de suas vidas e acabaram tragicamente mortos.



1. Soucek e o barril à prova de choque

inventores_mortos05
Karel Soucek foi um dublê profissional famoso por construir “a capsula”, um barril à prova de choque, e se jogar, dentro dele, das Cataratas do Niágara, sobrevivendo com apenas alguns ferimentos.
inventores_mortos02
Entretanto, a sorte não sorriria duas vezes pra ele. Em janeiro de 1985, Soucek convenceu uma empresa a financiar sua próxima queda: do topo do Houton Astrodome.
Ocorre que, na hora de finalmente completar seu feito, a capsula se deslocou no ar durante a queda, atingindo a lateral do poço de água preparado para a aterrissagem, e deixando Soucek gravemente ferido. Ele veio a morrer no dia seguinte.
Houston Astrodomo.
Houston Astrodome.

2. Freminet e o dispositivo de reinalação

inventores_mortos11
A invenção do francês Sieur Freminet (em 1772) era bem interessante: tratava-se de um dispositivo de mergulho que permitia a reinalação do ar exalado dentro do barril, ou seja, era um dispositivo de respiração independente. Infelizmente, a invenção não era de boa qualidade e Freminet morreu asfixiado após ficar apenas 20 minutos dentro do dispositivo.
inventores_mortos04

3. Fleuss e o respirador de oxigênio puro

inventores_mortos01
Em 1876, o inglês Henry Fleuss inventou um respirador de circuito fechado que funcionava com oxigênio comprimido em vez de ar comprimido. Inicialmente, destinado para a realização de consertos nas portas de ferro das câmeras inundadas de navios, foi utilizado pelo próprio Fleuss num mergulho a 30 metros de profundidade.
Pena que o pobre inventor não sabia que oxigênio puro é fatal para seres humanos em ambientes sob alta pressão.

4. Bullock e a prensa rotativa

inventores_mortos03
William Bullock foi o inventor americano responsável pela criação da prensa rotativa, que revolucionou a indústria da impressão tamanha a sua rapidez. Em abril de 1867, enquanto tentava consertar uma de suas prensas novas, Bullock acabou ficando preso e tendo sua perna esmagada.
Ele chegou a ser hospitalizado, mas adquiriu gangrena e morreu dias depois na sala de cirurgia para a amputação do membro.

5. Hunley e o submarino de combate

inventores_mortos09
Horace Lawson Hunley era engenheiro naval e, em outubro de 1863, resolveu por à prova sua mais nova invenção: um submarino movido à mão – sim, à mão! Surpreendentemente – ou não – Hunley acabou morrendo quando ficou preso na parte inferior do porto de Charleston ao testar seu brinquedinho.

6. Dacre e o taxi voador

inventores_mortos07
Em 16 de agosto de 2009, Michael Dacre, um pioneiro da aviação britânica e diretor da empresa britânica Avcen Ltd., fez a realização do primeiro voo de teste do seu próprio “táxi voador”. Entretanto, ao voar cerca de 150 milhas ao norte de Kuala Lampur, na Malásia, o avião mergulhou ao chão, matando seu inventor em uma grande explosão.
inventores_mortos06

7. Midgley e o sistema de cordas e roldanas da sua cama

inventores_mortos12
Quando o famoso engenheiro mecânico e químico Thomas Midgley Jr. contraiu poliomielite aos 51 anos, sua movimentação ficou bastante comprometida. Então, ele elaborou um sistema de cordas e roldanas para que outras pessoas pudessem levantá-lo da cama com mais facilidade.
Em novembro de 1944, Midgley acabou falecendo após um trágico evento no qual ele acabou sendo estrangulado pelas cordas da sua própria invenção.

8. Reichelt e o traje paraquedas

inventores_mortos08
Franz Reichelt foi um alfaiate austríaco, inventor e pioneiro na arte do paraquedismo. Em fevereiro de 1912, Reichelt resolveu testar sua mais nova invenção: uma roupa paraquedas. Para isso, ele escolheu um dos mais belos e mais altos lugares de Paris, a torre Eiffel. Apesar do apelo dos seus amigos e do público para que ele não fizesse isso, ele fez – e literalmente estabacou-se no chão gelado aos pés da torre!