sábado, 15 de novembro de 2014


Justin Bieber pode ser preso se não Comparecer a tribunal na Argentina

O cantor tem 60 dias para prestar depoimento sobre agressão de seu guarda-costas a um paparazzo

Justin Bieber (Foto: The Grosby Group)
Justin Bieber pode voltar à América do Sul, mas acalmem-se que a notícia não é lá das melhores. Na quinta-feira (13), um juíz da Argentina ordenou a volta do cantor a Buenos Aires, para responder algumas perguntas sobre o caso de agressão de seu guarda-costas a um paparazzo, em novembro do ano passado.
Em um vídeo da confusão, envolvendo um paparazzo chamado Diego, o fotógrafo aparece tentando clicar o astro teen na saída de uma boate. Ao deixar o local, Justin saiu cobrindo o rosto e, em seguida, o segurança do cantor empurrou e agridiu o paparazzo. Após o episódio, começou uma confusão e toda a equipe do cantor atacou o profissional.A Justiça argentina entrou em contato com a Interpol para usar todos os meios necessários para notificar o cantor, que tem 60 dias para comparecer ao país. Segundo informações do Daily Mail e doTMZ, se não cumprir Bieber pode ser preso e deportado dos Estados Unidos para seu país de origem, o Canadá.
"Eu estava esperando Justin Bieber sair para que eu pudesse tirar uma foto dele, quando um guarda-costas tentou tirar minha câmera. Ele começou a correr atrás de mim por um quarteirão de distância, me deu um soco na cabeça e chutou meu estômago enquanto eu estava deitado no chão. Quando tentei fugir, percebi que em vez de apenas um havia sete ou oito seguranças atrás de mim. Tive cortes por todo o corpo e hematomas no estômago e na cabeça", contou o paparazzo.
Além desde incidente, Justin Bieber chegou a ser expulso do hotel onde estava hospedado em Buenos Aires. Atualmente, o cantor está em liberdade condicionalapós a divulgação de um vídeo em que aparece jogando ovos na casa de um vizinho em Calabasas, em janeiro deste ano.