domingo, 30 de novembro de 2014


Roberto Bolanõs, o Chaves, Morre aos 85 anos
Roberto Bolaños (Foto: reprodução)
O ator mexicano Roberto Bolanõs faleceu na sexta-feira (28) aos 85 anos em Cancún, onde vivia com a mulher, Florinda Meza, também atriz. A informação foi divulgada pelo site CNN Expansion e pelo canal Televisa, responsável pela produção dos programas do humorista. Bolaños morreu por problemas respiratórios e complicações da diabete.
Roberto ficou famoso ao criar e interpretar o personagem Chaves, sucesso na televisão mexicana e brasileira, sendo reprisada até hoje pelo SBT.
ESTADO SAÚDE
De acordo com o tabloide mexicanoBasta!, Roberto Bolaños estava com sua saúde comprometida desde novembro de 2013, quando sofreu uma redução de suas capacidades físicas.

“O senhor Roberto se encontra em estado grave, porém estável, conforme reportam seus médicos, que já informaram à família que não há esperanças de recuperação. Todos temem o pior e estão se preparando para isso”, disse uma fonte à publicação. De acordo com essa pessoa, Bolaños estava praticamente imobilizado e em repouso permanente.
O ator chegou a ser internado duas vezes nos últimos anos. Em março de 2012, ele foi levado ao hospital Ángeles del Pedregal, na Cidade do México, para tratar uma insuficiência respiratória. Já em novembro de 2013, o ator foi para um hospital de Cancún, onde permaneceu por várias horas.
O ator em uma de suas últimas fotos, já bastante debilitado e com um respirador (Foto: Reprodução)
ÚLTIMA FOTO
Em maio deste ano, Graciele Gomez, filha de Bolaños, publicou uma foto ao lado do pai. Na imagem, ele aparece respirando com o auxílio de um tubo de oxigênio.

CHAVES
El Chavo del Ocho, que recebeu o título Chaves no Brasil, foi uma série idealizada e estrelada por Bolaños de 1972 a 1992, mostrando um menino de origem humilde que interage com personagens como Dona Florinda (Florinda Meza, mulher de Bolaños), Professor Jirafales (Rubén Aguirre), Chiquinha/Dona Neves (María Antonieta de las Nieves), Seu Madruga (Ramón Valdés), Kiko (Carlos Villagrán), Senhor Barriga/Nhonho (Edgar Vivar), Dona Clotilde/Bruxa do 71 (Angelines Fernández), Godines (Horacio Gómez Bolaños, irmão de Roberto) e o carteiro Jaiminho (Raúl 'Chato' Padilla), entre outros.

 NÃO CONTAVAM COM A MINHA ASTÚCIA!
Além de Chaves, Bolanõs criou um super-herói pra lá de atrapalhado, o Chapolin Colorado. Com um uniforme vermelho e anteninhas de inseto, ele trazia um coração amarelo com as iniciais CH.

Entre as frases mais conhecidas dele estavam: "Não priemos cânico" e "não contavam com a minha astúcia". Entre as artimanhas usadas poe Chapolin estavam as pastilhas de nanicolina (que deixavam menor) e sua marreta biônica.

BIOGRAFIA
Nascido no dia 21 de fevereiro de 1929, Bolaños era filho de Elsa Bolaños Cacho, uma secretária, e do pintor, cartunista e ilustrador Francisco Gómez Linares. Ele se formou em engenharia elétrica na Universidade Nacional Autônoma do México, mas nunca exerceu a profissão.

Porém, a carreira no rádio logo o atraiu e ele se tornou escritor criativo na década de 50. Bolaños também fez vários roteiros de cinema e começou a carreira de ator na década de 1960, mas ainda foi além e escreveu seus textos para a TV.

Em 1968, nasce o programa Los Supergenios de la Mesa Cuadrada, que já trazia três integrantes da futura trupe de Bolaños: Ramón Valdés (Seu Madruga), Rubén Aguirre (professor Jirafales) e María Antonieta de las Nieves (Chiquinha/Dona Neves).

O primeiro personagem a surgir foi Chapolin, no início dos anos 70 e logo depois o Chaves, e ambos ganharam quadros de 30 minutos. Em 1980, as sketches se tornaram um programa de uma hora semanal chamado de Programa Chespirito, e permaneceu no ar até 1995.

Em 2000, a emissora mexicana Televisa homenageou todo o elenco dos seriados Chaves, Chapolin e Chespirito com o programa ¡No contaban con mi astucia!, ano em que o seriado completava 30 anos.

Assunto dominou as redes sociais (Foto: Reprodução/Instagram)
COMOÇÃO NAS REDES SOCIAIS
Poucos instantes após o anúncio da morte de Roberto Bolaños, fãs e admiradores do ator tomaram conta das redes sociais. No Instagram, a timeline passou a só conter homenagens ao criador de Chaves e Chapolin.

Entre os amigos e famosos, um dos primeiros a comentar foi o ator Edgar Vivar, intérprete do personagem Senhor Barriga no seriado. "Roberto não se vai, permanece no meu coração e no de todos que te assistiram felizes por tantos anos. Adeus, Chaves. Até sempre".

No Twitter, a hashtag #Chespirito ficou em primeiro lugar entre os assuntos mais comentados do mundo.

Chaves (Foto: Reprodução)