sábado, 9 de maio de 2015


Espetáculo natural | 6 Fenômenos naturais que 
Só podem ser vistos nos céus à noite
Quantas vezes você já admirou o céu esta semana? E este mês? Não muitas, não é mesmo? Afinal, o que há para ver no céu além das mesmas estrelas? Pois eu respondo: há muito o que se ver. Infelizmente, a cada dia fica mais difícil até mesmo observar as “mesmas estrelas”, tamanha poluição luminosa causada pela iluminação pública das grandes cidades – mas há esperança!
Os céus não só ainda guardam mistérios, como produzem verdadeiros espetáculos durante à noite. Esses são alguns dos fenômenos noturnos mais impressionantes e que você não pode perder a chance de ver, caso tenhaoportunidade. Então, lembre-se: não custa nada largar um pouco da vida aqui embaixo e observar mais os céus.

1 – As luzes que dançam: a aurora boreal

Típico dos polos, a aurora boreal (ou austral, quando ocorre no polo sul) é um fenômeno luminoso provocado quando as partículas dos ventos solares nas altas atmosferas da Terra são canalizados pelo campo magnético do planeta. Curiosamente, este fenômeno ocorre em outros planetas como Júpiter, Saturno e Marte.
céu_noturno2céu_noturno1céu_noturno13céu_noturno18céu_noturno14céu_noturno12céu_noturno11

2 – O céu mais bonito do mundo: o espetáculo das estrelas no deserto do Atacama

Como já dito no início deste artigo, está ficando cada vez mais difícil até mesmo ver as estrelas no céu. É por isso que o céu da região desértica do Atacama é considerado um dos mais belos do mundo, tamanha a visibilidade dos astros celestes durante a noite. É de encher os olhos.
céu_noturno22 céu_noturno17 céu_noturno20Imagem feita em exposição prolongada

céu_noturno16céu_noturno7céu_noturno8

3 – Relâmpagos sem fim: o lago Maracaibo

Tá, relâmpagos e raios não são nada novos pra ninguém. Inclusive, o Brasil tem cidades campeãs mundiais em número de quedas de raios. Mas, o que acontece no céu sobre o lado Maracaibo, Venezuela, é algo definitivamente instigante. A combinação do tipo de nuvem local com os ventos alísios que sopram sobre a superfície do lago, provocam noites repletas de relâmpagos constantes.
céu_noturno27céu_noturno6

4 – Pilares de luz: um fenômeno de tempos muito frios

Quando o tempo está muito frio e cristais de gelo caem nas cidades, as luzes noturnas se refletem neles provocando um fenômeno magnífico conhecido como pilares de luz, que são quase como colunas de “luz sólida” que se projetam aos céus.
céu_noturno26céu_noturno28céu_noturno21céu_noturno9céu_noturno10céu_noturno5

5 – As cores da noite: o arco-íris lunar

Esses arco-íris, também conhecidos como arco-íris branco, é formado pela refração da luz da luz em noites de chuva fina ou neblina. Uma particularidade deste fenômeno é que o arco formado é tão delicado, digamos assim, que as cores mal podem ser distinguidas a olho nu, geralmente precisando de uma câmera com técnicas especiais para ser registrado.
céu_noturno4céu_noturno24céu_noturno25

6 – A beleza esplendorosa da lua laranja

Não é um fenômeno tão incomum – você provavelmente já deve tê-lo presenciado – mas poucos sabem como ele ocorre. Segundo o site Mega Curioso, “quando a lua aparece mais próxima ao horizonte, os raios de luz solar que são refletidos nela são forçados a atravessar uma camada muito maior da nossa atmosfera até nos atingir, o que faz com que apenas as luzes de espectros entre o amarelo e o vermelho nos alcancem, o que inclui o laranja”.
céu_noturno23céu_noturno3céu_noturno_29