quarta-feira, 27 de maio de 2015


Pessoas criam anti-logos para fazer patrocinadores se Retirarem da Copa do Mundo 2022 no Qatar
A decisão da FIFA de realizar a Copa do Mundo de 2022 no Qatar está atraindo cada vez mais críticas.
Diversas alegações, que vão de suborno a má gestão financeira a escravidão e condições de trabalho mortais, se acumulam. De acordo com relatos de jornais internacionais de renome, como o The Guardian, 900 trabalhadores já morreram durante as construções para o evento da FIFA. A Confederação Sindical Internacional estima que esse número vai subir para 4.000 antes das obras terminarem.
Além disso, reportagens apuraram que os passaportes dos trabalhadores migrantes estavam sendo muitas vezes confiscados na sua entrada no Qatar. Como o país exige visto para sair, estes trabalhadores não podem ir embora e seus empregadores podem reter pagamento quase indefinidamente. Este abuso atingiu principalmente trabalhadores nepaleses recentemente, já que muitos não tiveram a chance de voltar para casa após os terremotos que devastaram o Nepal.
O intenso calor no Qatar (que pode chegar a 50 graus Celsius) é mais um fator que torna as coisas difíceis para quem está literalmente dando seu suor para o evento, o que também significa que a Copa precisa ser transferida para o inverno, o que vai gerar uma cascata de problemas com outras organizações esportivas emtodo o mundo.
Dito tudo isso, porque o evento continua sendo lá? E porque tantos patrocinadores continuam alegremente apoiando o Qatar?
Algumas pessoas começaram a criar anti-logos para fazer com que esses grandes patrocinadores retirem seu suporte para a Copa do Mundo. Confira:

1. Coca-Cola

logos copa do mundo abuso de direitos humanos 1
logos copa do mundo abuso de direitos humanos 1--
logos copa do mundo abuso de direitos humanos 1-
“Orgulhosamente patrocinando o abuso de direitos humanos na Copa do Mundo de 2022”

2. Visa

logos copa do mundo abuso de direitos humanos 2
logos copa do mundo abuso de direitos humanos 2-
“Orgulhosamente patrocinando o abuso de direitos humanos na Copa do Mundo de 2022”
“Onde você quiser estar”
logos copa do mundo abuso de direitos humanos 2--
“Um terremoto acabou de devastar seu país? VOCÊ NÃO PODE IR PARA CASA. Quando você precisa escapar, você precisa de um Visa. Patrocinador oficial dos abusos dos direitos humanos no Qatar”.

3. Mc Donald’s

logos copa do mundo abuso de direitos humanos 3
“Orgulho de patrocinar o abuso de direitos humanos no Qatar”
logos copa do mundo abuso de direitos humanos 3-
“Mc Donald’s orgulhosamente patrocinando as violações dos direitos humanos no Qatar”

4. Adidas

logos copa do mundo abuso de direitos humanos 4
“Orgulhosamente patrocinando o abuso de direitos humanos na Copa do Mundo de 2022”
logos copa do mundo abuso de direitos humanos 4-
“Nada é impossível com trabalho escravo. Orgulho em patrocinar a Copa do Mundo FIFA 2022”

5. Hyundai

logos copa do mundo abuso de direitos humanos 5
Soletrada “Hyndie”, em trocadilho com a palavra “die” do inglês, que significa “morte”

6. Budweiser

logos copa do mundo abuso de direitos humanos 6
“Você não pode ser o rei sem escravos”

7. Sony

logos copa do mundo abuso de direitos humanos 7
“Faça.escravidão”

8. Kia

logos copa do mundo abuso de direitos humanos 8
“Orgulhosamente patrocinando o abuso de direitos humanos na Copa do Mundo de 2022”

9. Consumidores

logos copa do mundo abuso de direitos humanos 9
Por fim, fica um apelo aos torcedores: como consumidores, também é preciso que todos nós façamos nossa parte, o que significa não apoiar ou comprar produtos da Copa do Mundo de 2022 no Qatar.

A Copa do Mundo no Brasil

A insatisfação que muitos veem hoje em direção ao Qatar foi também demonstrada durante a Copa do Mundo do Brasil. Apesar dos gastos do evento não terem sido nem de longe tão abrangentes quanto os gastos com saúde e educação, certamente custou bastante do bolso do brasileiro, e o descontentemente veio principalmente da má gestão desses recursos e obras.
Países como o Brasil e o Qatar possuem problemas políticos que vão além da Copa do Mundo. Mas a FIFA não parece nem um pouco preocupada com isso quando escolhe esses lugares para sediar seu evento, desde que o dinheiro chegue. Afinal, as desvantagens são nossas, o lucro deles – e de tantas outras empresas capitalistas que tem a chance de encher seus cofres às custas dos problemas sociais de países de terceiro mundo, que envolvem de tudo, de corrupção a trabalho escravo.