terça-feira, 9 de junho de 2015


10 desculpas esfarrapadas 
De pessoas que cometeram crimes
Veja algumas histórias malucas de pessoas que tentaram se livrar da cadeia…
crrr
1. Essa prostituta ia me mostrar aonde comprar tomates
Em 2013, a polícia do Reino Unido encontrou uma profissional do sexo já conhecida deles esperando dentro de um carro. O dono do carro, Muhammad Ikhlaq, estava nas próximo sacando dinheiro de um caixa eletrônico. Quando questionado, Ikhlaq disse aos policiais que o dinheiro era para comprar tomates e que a mulher estava indo com ele para mostrar-lhe um bom lugar para comprá-los. “Já ouvi algumas desculpas antes, mas em 10 anos na polícia, Eu nunca ouvi um de um gaiato encobrir sua contravenção com a desculpa de ir comprar tomates”, de Walsall, o Policial PC Stacey Paterson disse à BBC. Ikhlaq foi considerado culpado condenado a pagar uma multa de £400 (cerca de R$ 1.600).
c1
2. Eu estava procurando por membros da ISIS
Depois de ser presa em flagrante ao roubar itens de carros dos alunos em uma escola, Lisa Carol Roche, uma mulher do Mississippi, tinha uma explicação perfeitamente plausível – ela estava à procura de membros da organização terrorista ISIS. Não estamos todos nós à procura da ISIS? Bem, a Polícia do Condado de Jackson não estava, ou pelo menos não em uma escola secundária. Roche foi levada para a cadeia e detida sem direito à fiança e ficará encarcerada até o julgamento.
c2
3. Pornô infantil no meu computador? Foi meu gato
Em 2009, os detetives da Flórida estavam fazendo investigações online e descobriram Keith Griffin, de 48 anos, havia baixado mais de 1.000 imagens de pornografia infantil. Algumas das vítimas eram tão jovens que aparentavam ter oito anos de idade.nQuando questionado, Griffin disse à polícia que muitas vezes ele saia da sala enquanto deixava o download de músicas rolando e, ao voltar ao ambiente encontrava essas imagens estranhas em seu computador. Ele alegou que seu gato pulava em seu teclado e acabava baixando imagens de pedofilia em seu computador, sem seu conhecimento. Aham, ele disse isso mesmo. O danado do gato baixou mais de 1.000 imagens de programas de compartilhamento de arquivos como o 4shared, por exemplo.
c3
4. “Desde que fui atacado por um lobo, eu saio para o ataque quando a lua está cheia!”
Depois de beber muita vodka, um homem de Ohio começou a brigar com as pessoas e chutou uma gaiola de cão. Algumas horas mais tarde, a guarda municipal o encontrou desmaiado dentro de um reboque cheio de facas, espadas e outras armas afiadas. Quando questionado sobre o incidente, o rapaz de 20 anos de idade, disse à guarda do condado de Lorain que ele tinha sido “arranhado por um lobo” em uma viagem à Alemanha e desde então “sai para o ataque quando a lua está cheia”. A polícia encontrou um passaporte no bolso do rapaz e pode constatar que ele realmente havia visitado a Alemanha, então, tipo… Nunca saberemos.
c4
5. Sou a reencarnação de Mahatma Gandhi
Em 2003, Raj Ballabh tentou matar um homem perto de Rajghat, Nova Delhi, na Índia. Em seu depoimento, Ballabh não teve nada melhor à dizer além de que estava sofrendo de um transtorno delirante que o fazia acreditar que ele era a encarnação de Gandhi e achava que alguém iria matá-lo. Ao contrário de Gandhi, Raj quase matou uma pessoa, por isso ele foi condenado a sete anos de prisão e multa.
c5
6. Eu era um duende em um jogo de RPG
Em 2007, Robert Boyd, um homem acusado de roubar à faca uma cueca de uma loja em Belfast, na Irlanda do Norte, disse ao tribunal que estava envolvido em um jogo de rpg na época, e seu personagem era um elfo chamado “Beho.”
Ele disse a defesa que dentro de seu pequeno círculo social, ele participava de um jogo conhecido como “Shadowrun”, onde os personagens eram criminosos, e o seu era um xamã, ou “duende mágico”, que carregava uma pequena espada japonesa como um arma. No entanto, os promotores afirmaram que o Sr. Boyd sabia “perfeitamente bem” o que ele estava fazendo e estava “usando este cenário de perda de memória para evitar responder a perguntas muito difíceis”.
c6
7. Eu estava tentando levantar a janela do carro
Em 2009, depois de ouvir o alarme de um carro três vezes, os seguranças encontraram Weston Reynolds, de 28 anos, vasculhando o porta luvas de um Honda Civic em uma garagem em Hayes Valley, San Francisco, na Califórnia.
Mas espere! Reynolds tinha uma explicação perfeitamente plausível. Ele estava passando ali por acaso, viu o carro destrancado e com a janela aberta e como um bom samaritano, resolveu fecha-la. No entanto, as janelas do carro eram automáticas, então ele tentou procurar no porta-luvas o contato do proprietário do veículo afim de alertá-lo sobre as janelas abertas. Que cara bacana! A polícia descobriu que ele estava em liberdade condicional por roubo no momento da sua prisão, e mais tarde ele admitiu que tinha usado metanfetamina na noite em que resolveu fazer a boa ação.
c7
8. É parte do filme do Batman
Em 2011, um homem em Pittsburgh vestindo um top preto e dourado tentou roubar um Chevrolet Impala de outro homem. O dono do carro por acaso era detetive, que acabou sacando a arma e o prendendo.
Qual foi a melhor desculpa que ele poderia ter pensado? O filme “Batman e o cavaleiro das Trevas” estava sendo filmado a cerca de 250 quilômetros de distância, então ele disse que estava envolvido na gravação do filme e pegar o carro era uma parte do roteiro. Micah Calamosca, 21, foi preso e acusado de dois crimes – já que o detetive descobriu que ele também estava sendo procurado por outro deslize.
c8
9. Pegamos porque no anuncio dizia que era Free
Em 2011, um casal foi acusado de assaltar uma residência em South St. Paul, Minnesota. A vítima disse que estava colocando as crianças para dormir no andar de cima quando ouviu alguém em sua casa. Quando ela desceu as escadas, ela viu um casal correndo pela porta dos fundos e chamou a polícia. Eles roubaram uma caixa de ferramentas, um laptop, um desktop, várias ferramentas e fios e uma grande mochila azul contendo um bolsa feminina e vários itens.
Quando Charles e Pernella Touro foram presos, eles disseram à polícia que um amigo informou-lhes a casa estava listada como um “free” no Craigslist. Pernella disse que entrou na casa e perguntou: “Tem alguém aí?”, Mas não teve resposta. Ela disse que deduziu o lugar estava “vago”, e começou a pegar as coisas. Porque, você sabe, já que é “livre”.
c9
10. Eu estava à 160km/h? Não percebi, sou disléxico
Em 2010, Matthew Cook foi pego costurando o tráfego em alta velocidade e em zigue-zague em uma estrada do Reino Unido. Um motorista preocupado discou 999 e oficiais monitoraram a velocidade do homem de 40 anos, e estava à 160km/h, em uma via onde o limite é de 90km/h. Quando os oficiais o questionaram sobre sua condução, Cook afirmou que ele não sabia que ele estava indo tão rápido, porque ele é “disléxico”. Sem surpresa, a polícia não acreditou na explicação de Cook e o juiz lhe tirou o direito de dirigir por 3 anos.
c10