domingo, 7 de junho de 2015


Veja do que o chiclete é feito
chiclete
As pessoas têm desfrutado de chicletes desde muito antes do Trident ser inventado. Para você ter uma ideia, nossos ancestrais neolíticos já mastigavam um tipo de goma feita de alcatrão de casca de bétula, ou vidoeiro – uma árvore cujo tronco é coberto por uma casca branca meio prateada, e que tem uma série de propriedades medicinais.
Outras culturas, como os gregos antigos e índios americanos, também mastigavam gomas feitas a partir de resinas e outros resíduos de árvores, ervas e outras plantas. Até a famosa parafina (aquela usada pelos surfistas) foi outra base popular de goma de mascar, embora não pudesse ser mastigada sem ser aquecida e umedecida na boca.

Mas e o chiclete de hoje em dia, do que ele é feito?

goma de mascar que podemos chamar de “moderna” passou a ser fabricada na década de 1860, quando uma substância chamada chicle foi desenvolvida. O chicle foi originalmente importado do México como um substituto de borracha e foi aproveitado de uma árvore tropical chamada Manilkara chicle, da mesma forma que o látex é tirado da seringueira.
A goma de masca feita a partir do chicle tornou-se mais popular do que as gomas feitas a partir de resinas porque era mais suave, mais macia e segurava o seu sabor por mais tempo.

Um equivalente sintético

Hoje em dia, a maioria dos chicletes são feitos a partir de bases sintéticas, porque são mais baratas e mais facilmente disponíveis. A maioria das gomas são feitas de um material de borracha chamado poliisobutileno, também utilizado para a fabricação de tubos e canos.
Essa substância é misturada com plastificantes e outros materiais – todos de grau alimentício – para fazer a mistura de uma goma mastigável. Assim, um material que é firme e fácil de moldar torna-se macio e maleável no calor da boca.