quarta-feira, 3 de junho de 2015


Você pensa que sabe como eram
As armaduras vikings?
capacete viking
Os vikings eram responsáveis pela elaboração de algumas armas que ferreiros de hoje ainda olham com admiração. Mas com isso, ficou uma pergunta na cabeça dos historiadores: os engenheiros também eram evoluídos o suficiente para construção de algo capaz de parar essas armas? Sim, mas elas podem não parecer exatamente como você imaginou.

Como eram as armaduras vikings?

O problema de armadura de escamas é que ela era ineficaz. Em um campo de batalha, tudo o que atrapalha o movimento pode ser uma má ideia. Os principais itens para um viking, então, eram um capacete, um escudo, uma faca e, para arrematar, uma lança ou um machado.
Usando um escudo redondo, eles conseguiam uma boa vantagem protetora que fazia a armadura menos importante quando estavam lutando em uma parede de escudos.
Vestes acolchoadas provavelmente também eram usadas na maioria das vezes, que eram uma espécie de “armadura fofa” fácil de colocar uma vez que um viking chegasse em terra firme.
Os capacetes, porém, eram muito importantes no conjunto da obra – uma coisa que os estereótipos de vikings que vemos na TV não mostram direito.

Ah, mas com o que esses capacetes se parecem?

A falta de capacetes seria verdade no início da época de incursões. Capacetes provavelmente seriam mais como bonés de couro endurecido da época, e eles provavelmente apodreciam muito rápido. Então, não era um equipamento exatamente sustentável.
Conforme as brigas foram evoluindo e ficando cada vez mais violentas, os invasores e as forças locais na Inglaterra e na França desenvolveram melhoras significativas nas armaduras.
Conforme reis decidiram patrocinar frotas para invadir novas e maiores terras, o desenvolvimento dearmaduras melhores foi natural para o sucesso dessas missões.

No fim da era viking

No fim da era viking, a maioria dos guerreiros provavelmente teria um capacete, seja herdado de um parente ou tirado de alguém caído na batalha.