sexta-feira, 23 de outubro de 2015

CRIANÇA TRAZ ESPERANÇA PARA UM DETENTO CONDENADO A 48 ANOS DE PRISÃO
Assim que começa o ano escolar, o menino Zachary Tuker é diagnosticado com síndrome de Asperger, uma espécie de autismo raro, com isso ele tem comportamento estranho e a doença avança cada vez mais, a cada dia sua situação é pior e até então nada podia se fazer.
Essa doença interfere diretamente na interação dele com outras pessoas, sua vida social era praticamente nula.
Ele sofre de ataques terríveis de pânico, não dorme direito e quando começa a chorar é muito complicado conseguir fazer com que pare, pois ele não deixa que ninguém chegue perto quando as crises acontecem.

garoto com sindrome de gesper
Artur e Susy que são os pais do menino se desesperam e buscam alternativas para o tratamento do filho, em uma breve busca na web eles descobrem que existe um homem que poderia ajuda-los, é um adestrador de cães o melhor que já existiu em sua cidade, na verdade ele é um encantador de cães e adestrava para que os animais fossem mais tarde companheiros de pessoas especiais como o filho deles, mas havia um problema para chegar até ele.
encantador de cães é preso
Chris Vogt o encantador, virou um criminoso e estava cumprindo pena desde 1999, e ficará na prisão até completar 48 anos de pena.
Na prisão ele faz o trabalho de reabilitação de cães para abrigos de animais.

encantador de cães cão
No entanto o condenado achou na prisão sua verdadeira vocação, que é trabalhar com cães, e com um tempo ele foi se aperfeiçoando na técnica de entender o autismo e se especializou em aprender de forma auto didata tudo sobre o assunto.
Com isso ele consegue treinar um cão para ser um companheiro de crianças especiais e com autismo.

autista encontrou o cão
Mas mesmo o treinamento dos animais sendo especificamente para portadores do autismo, os cães que saiam dali treinados acabavam sendo encaminhados para crianças surdas ou cegas, até a chegada desse menino.
Porém, apesar da grande vantagem que seria ter um animal desse para Zachary, era assustadora a ideia e ir visita-lo na prisão, mas no primeiro momento o menino se sente bem ao encontrar um amigo que nunca teve antes, um peludo que o entendia.

cão treinado ataque
O cão foi treinado para saber o momento certo em que o paciente teria um ataque, e avisar a pessoa mais próxima, quando o ataque está prestes a começar o cão tem a função de distrair a criança e sacudir o menino na tentativa de não deixar a situação piorar.
Durante esse processo dos dois se conhecerem, o menino teve que ir várias vezes na prisão, até poder levar o cão para casa.

encher de esperança
O menino mesmo revelou que seus ataques quase deixaram de existir, e que agora ele consegue ir a escola e fazer amigos, com isso a família ficou muito grata ao condenado, mesmo depois que levaram o cão eles o visitam na prisão sempre que há visitas, o menino o vê como um amigo e sempre o abraça, isso faz com que Chris se renove a cada visita, se encha de esperança, o que ele havia perdido a muito tempo.
encantador emocionado
Quando a família conta o que anda acontecendo na vida do filho devido a presença do cão Clyde, o prisioneiro desaba chorar, é como se ele pagasse pelo que fez, hoje ele consegue falar sobre o assunto com a família, em um desses momentos ele revelou que em uma briga junto com um amigo os dois agrediram e acabaram matando um homem, a situação saiu de controle e quando viu o que teria feito era tarde demais, o trabalho com os cães é a forma que ele encontrou para se redimir do crime, é dessa forma que ele tenta fazer o bem.
autista tendo ataque
Já para o menino, é como se ele começasse uma nova vida, o cão e amigo deram a ele uma oportunidade única de ver a vida com outros olhos, algo que só os dois entendem.
É um cuidando do outro a todo instante disse a mãe do menino que ganhou um filho mais feliz, e tudo isso graças a uma pessoa que errou muito no passado, um condenado por assassinato que se arrepende pelo que fez e agora só quer fazer o bem.