sábado, 19 de novembro de 2016

15 Pokémons que existem na vida real

Os Pokémons viraram praticamente uma forma de pensar para muitas crianças desde que surgiram há 20 anos, e mesmo os adultos não podem deixar de lembrar muito de todas essas criaturinhas que nos fizeram tão felizes no início dos anos 90. Absolutamente todos os seus artigos, as cartas para trocar, os tazos para jogar, a série de TV e, claro, a coleção de jogos que começou em GameBoy com Vermelho e Azul, serviram para os Pokémons tocarem os corações de todo mundo. É por isso que hoje vamos apresentar 15 Pokémons e seus respectivos similares na vida real. Aproveitem!

1. Charmander – Salamandra Vermelha

Um dos Pokémons iniciais que mais agrada as pessoas, especialmente por sua terceira evolução, Charizard. No entanto, embora seja muito fraco contra os tipos de água, este Pokémon tem um grande potencial e encanta quase todo mundo. Acontece que nosso amigo pode ser encontrado no sudeste da América do Norte e é muito curioso. Respira através da pele e não tem penas. Foge constantemente da luz solar e precisa estar sempre em áreas úmidas, porque apenas alguns minutos ao sol pode enfraquecê-lo. É por isso que o Charmander é do elemento tipo fogo.

2. Drowzee – Tapir-Malaio

Embora não seja um dos Pokémons imprescindíves na saga, Drowzee é do tipo psíquico e está conosco desde a primeira geração. Embora seja inspirado no animal mitológico japonês Baku, é muito semelhante a um tapir-malaio, como podem observar. Este Pokémon gosta de comer os sonhos de seus oponentes e quantos mais comer, melhor se sente. Existem 4 tipos de tapires (antas) e eles têm um corpo semelhante ao dos porcos, com patas largas. Sua tromba também se assemelha a dos elefantes.

3. Ekans - Cobra índigo

Um dos mais característicos por sua forma de cobra, este Pokémon foi introduzido na primeira geração, e seu nome vem da palavra inglês "snake", da frente para trás, que significa cobra. As principais características desta cobra na vida real são, entre outras, é que não têm veneno e são geralmente bastante tranquilas, mas é melhor não deixá-las com raiva. Além disso, ela é imune ao veneno de outras cobras.

4. Kabuto – Caranguejo de Ferradura

Este Pokémon fóssil o tipo rocha e água também foi introduzido na primeira geração e só se poderia tê-lo a partir de um fóssil, portanto era considerado extinto. É o sujeito oposto de Omanyte, outro Pokémon fóssil. Este tipo de caranguejo é geralmente encontrado no Golfo do México e vive a maior parte de sua vida sob a areia, tentando atacar suas presas. É um animal que ajuda muito os seres humanos, porque seu sangue produz proteínas necessárias para as pessoas.

5. Kakuna - Larva pupa

É um Pokémon que irrita muito as pessoas quando é enfrentado em combate, pois seu único ataque é a "Fortaleza" e demora muito para se enfraquecer. Também foi introduzido na primeira geração e é o oposto do Metapod. A pupa é o estado por que passam alguns insetos durante a metamorfose da larva ao adulto. Portanto, lutar contra Kakuna não serve para muita coisa, porque ele é apenas uma larva.

6. Mew – Rato-Canguru

Não se deixe enganar pelo seu aspecto encantador e por sua carinha de quem nunca faz nada de errado, pois o Mew é um dos mais poderosos Pokémons da primeira geração e você não iria gostar de enfrentá-lo. É considerado o ancestral de todos os Pokémons, pois tem os genes de todos. Na realidade, é simplesmente o mais adorável dos ratos. Os ratos-canguru podem ser vistos nas regiões áridas e semi-áridas dos Estados Unidos e México.

7. Metapod – Pupa de Borboleta Pieris rapae

Se falamos em Kakuna, não poderíamos deixar de falar de Metapod. Praticamente tão "inútil" quanto Kakuna, ele também tem forma de larva e foi introduzido na primeira geração. Quanto a suas principais características não há muito o que enfatizar, pois representa uma simples etapa da vida de alguns animais, neste caso a lagarta Papilio caterpillars.

8. Omanyte – Amonóides

Outro Pokémon fóssil do tipo água e rocha introduzido na primeira geração, que também é considerado extinto, como Kabuto. Seu nome vem de uma modificação de Amonite, um tipo de moluscos cefalópodes extintos. Os Amonites são uma espécie de subclasse de moluscos extintos. Hoje em dia, só são encontradas grandes quantidades de fósseis de sua concha, já que eles têm milhares de anos.

9. Pidgey – Picoteiro americano

É um Pokémon voador super conhecido em absolutamente todas as séries de jogos e na série de televisão. O nome Pidgey vem da palavra inglesa “pigeon” (pombo). É parte de um dos Pokémons mais conhecidos. Eles podem ser encontrados em áreas cercadas por florestas no sul do Canadá e no norte dos Estados Unidos.

10. Sandshrew – Tatu

Da primeira geração, também, seu nome vem da combinação das palavras inglesas “sand” (areia) e “shrew” (megera), mas a verdade é que sua aparência é mais parecida com a de um pangolim ou de um tatu. É muito fácil de reconhecer, especialmente porque tem a capacidade de se enrolar como uma bola. Ele se parece demais com o tatu, animal que pode ser encontrado na América do Sul.

11. Seaking - Peixe Kinguio Cálico

Pokémon de água introduzido na primeira geração, seu nome vem das palavras inglesas “sea” (mar) e "king" (rei). No início, seu nome seria Netuno, o Deus do Mar na mitologia romana. É um tipo especial de peixe dourado que foi pela primeira vez encontrado na China.

12. Sandslash – Pangolim

É a evolução do Sandshrew e seu nome vem do inglês “sand” (areia) e “slash” (talhar), principalmente devido às lâminas que se desenvolvem no final de suas garras ao evoluir. Este animal é tão raro que não possui nem dentes, nem capacidade de mastigar. Eles também têm pavilhões auditivos externos e escamas sob a cauda.

13. Victreebel – Planta Pitcher

Victreebel é uma combinação de palavras em inglês “vicious” (cruel e perverso) como mostra o anime, “tree” (árvore) e “bell” (sino, por sua forma). Embora também se assemelhe um pouco a Big Tree Bell, ou seja Grande Árvore Sino. É um tipo de planta carnívora que todo mundo queria ter. Há muitas espécies dela e se alimentam de animais diferentes, enganando-os.

14. Starmie – Estrela do Mar Violeta

Introduzido na primeira geração, é a evolução do Staryu. Seu nome em inglês é formado pelas palavras “star” (estrela) e “joia”, em japonês. Esta espécie de estrela do mar é predatória de corais e pode ser encontrada em algumas partes do Mar Vermelho, passando pelo Oceano Índico, até o Oceano Pacífico.

15. Gorebyss – Quimera de nariz longo

É um Pokémon de água, introduzido na terceira geração. Seu nome pode ser uma derivação de “gorgeous” (belíssimo) e “abyssal” (abissal) ou também pode ser “abyss” (abismo). É uma espécie de peixe holocéfalo da família Rhinochimaeridae, encontrado nas águas profundas do Oceano Atlântico. Se você gostou deste artigo, por favor compartilhe-o com todos os amantes de Pokémon!