sábado, 19 de novembro de 2016

A selfie que acabou com esta família...

A última fotografia tirada por Michal Mackowiak mostra apenas um fundo com um céu azul. Foi a última que ele fez em sua vida. Nesta fotografia, ele deveria aparecer ao lado de sua esposa Hania, no Cabo da Roca, em Portugal. A família estava de férias em Portugal, muito entusiasmada para imortalizar tudo o que acontecia. Mas eles foram longe demais, não respeitaram os limites de segurança que, hoje em dia, os turistas que frequentam a área fazem.
Para fazer a selfie fatídica, eles se aproximaram da beira do precipício que estavam visitando e caíram no vazio sem condição de evitar. A foto foi registrada às 18:46 pm, em Sintra, Portugal, e, ao fundo do penhasco, pode-se ver o mar bravo, algo deve ter cativado Michal. Mas o pior de tudo é que isso ocorreu na presença dos filhos do casal... 
Sophie, de 5 anos e o pequeno Leo, de 6 anos, não esquecerão jamais o que testemunharam naquele dia fatídico. Os gritos das crianças quando seus pais caíram no vácuo alertaram alguns visitantes espanhóis que estavam próximos do local, e eles rapidamente alertaram a polícia. Rapidamente, todos os meios possíveis para resgatar o casal foram colocados à disposição, mas, infelizmente, os corpos deles foram encontrados tarde demais...
Eles foram encontrados no mar, sem vida, na manhã seguinte, devido ao mau tempo. Uma enorme tragédia para essas crianças. "Sou um fotógrafo ávido, que sempre tenta buscar a melhor fotografia, o melhor ângulo e qualquer detalhe que possa surpreender", disse o pai de família, Michal, em uma apresentação de suas fotografias de Portugal, em uma exposição em seu país natal, a Polônia. Mas tudo isso terminou no Cabo da Roca.
Aos 32 anos, este expert em fotografia, pai de 2 filhos, escorregou durante uma foto perigosa, pondo fim a todos os seus desejos. Esta notícia fatídica é um exemplo perfeito do perigo e da loucura do vício pelas selfies, uma das mais famosas modas dos últimos tempos. Esta mania acabou com um casamento exemplar e feliz. Já há alguns anos, todo mundo tem aderido a essa mania...
De atores de cinema internacionais, a políticos de alto escalão, a nossos amigos e familiares e, muito provavelmente, à maioria dos que estão lendo este artigo. Essas imagens inundam as redes e, às vezes, podem se tornar muito viciantes e perigosas para certas pessoas, que ficam obcecados por fotografar e documentar cada momento de sua vida. Buscar fotografias mais arriscadas é algo que pode colocar sua vida em perigo...
O caso deste casal da Polônia não é um caso isolado, embora seja um dos mais fatídicos. Há alguns meses atrás, cinco pessoas caíram de um balcão de Sitges, Barcelona, ​​quando faziam uma selfie, apoiados em um corrimão. A grade cedeu sob o peso do grupo, fazendo-os cair. Todos ficaram feridos, três deles gravemente, portanto, com certeza, isso será algo que não irão repetir.
Os Mackowiak eram um casal perfeito, muito inteligentes e com belo futuro. Ele era cientista e ela trabalhava em uma empresa de turismo que vendia passeios turísticos para Portugal aos poloneses. Eles viviam em hotéis em Lisboa e suas férias começavam no dia seguinte a esse incidente trágico. Em suas férias, iriam visitar parentes na Polônia e, em seguida, iriam para Washington, nos EUA, aproveitando uma conferência que o marido iria fazer. Tudo isso foi por água abaixo...
Esta família não foi destruída apenas por seu vício nas selfies e nas redes sociais, que tanto prejudicam as mentes de milhares de usuários de internet, mas também por sua paixão pelas paisagens do país que tanto os fascinava, Portugal. Assim mostravam as fotografias dos muitos portais turísticos da empresa de sua esposa. Eles estavam encantados por viver no sul da Europa, já que, na Polônia, o clima é muito mais frio e instável.
As pessoas pareciam mais felizes lá. Embora com condições econômicas iguais, havia muito mais horas de sol e paisagens incomparáveis. As praias não eram geladas e as pessoas eram muito hospitaleiras e simpáticas. Eles viviam em um sonho, mas sua paixão fez com que se descuidassem, causando-lhes a morte. Esperamos que essas crianças possam superar a morte de seus pais, e sejam mais cuidadosos, algo que todos deveriam fazer ao tirar selfies... O que você achou desse artigo? Se gostou, compartilhe-o com seus amigos e dê um Like em nossa página de Facebook.